30.12.06

Feliz 2007

Mais um ano que termina.
Deste, pouca coisa positiva posso recordar.
Não houve Natal para a família...o ano de 2006 termina da forma mais negra possível.
Não queria crer quando recebi a notícia: como era possível?!
E logo nesta altura do ano, uma época das crianças, de alegria, transformada em dor e tristeza.
Os filhos cá ficam, com o vazio no coração, com a dor de perderem o pai...com 11, 9, 7 e 5 anos, não é fácil!
Para os adultos também não é melhor - ter que arranjar forças onde não supomos ter, para seguirmos em frente, enfrentando as dificuldades de 3 orfãos de pai e um orfão de pai e mãe.

Os meus votos para 2007 resumem-se a isto:

MUITA SAÚDE PARA TODOS!

15.12.06

Quem me dera que 2006 terminasse já!

Este é o desabafo de quem está já fartinha de doenças, hospitais e desgraças.
Infelizmente este ano tem sido péssimo no campo da saúde.
Senão vejamos:
O meu tio/padrinho sente-se mal, vem ao hospital e descobre que tem uma mononucleose. Estamos no mês de Janeiro.

Faz tratamentos, várias consultas, e numas das muitas análises que faz descobre que tem uma Leucemia LLA-3! Estamos nós no mês de Março. Como é aguda tememos o pior...
Depois da luta de 16 anos que o meu avô travou com esta doença, a família fica em choque: Não queremos crer que, novamente, iríamos passar por isto!
Apesar do choque e da revolta instalada, todos arranjamos forças (nem sei bem onde!) para o ajudar a encarar o que o esperava: várias séries de Quimioterapia, internamentos prelongados, dores insuportáveis, para além da distância dos filhos, do tempo que se tem para pensar parvoíces...e dos muitos problemas que vinham em bola de neve!!!
Em Junho é chamado para fazer o transplante de medula óssea - felizmente arranjaram um dador em tempo recorde - nesta altura ainda ele não tinha tido tempo para se mentalizar para o transplante.
Também não é para menos! Sabendo tudo o que pertence passar nestes tratamentos, quem tem coragem de dizer 'vamos a isto'?!
Basicamente, o que antece o dito transplante é pura e simplesmente a destruição da sua medula doente, e depois de totalmente destruída, é substituída pela medula do dador.
Levam 10 dias a destruir a medula má e levou cerca de 16 dias até que a medula nova trabalhasse no seu corpo. Aqui foi rezar para que não houvesse regeição!
Estes dias foram de cão: foi ao fundo do poço, literalmente!
O transplante foi um sucesso - tudo corre no melhor, até que a doença do hospedeiro (frequente em casos de transplantes de orgãos) se instala nos intestinos.
Daí para a frente nova luta, chegando a pesar 50 Kg, fazendo dieta líquida total.
Chega uma altura que a cortisona o faz passar da cabeça - desesperado quer sair do hospital - acabam por lhe dar alta, para evitarem problemas piores!!!
A meio de Agosto tem alta. Apesar das consultas frequentes, elas vão tendo um intervalo maior e ele acaba por recuperar o sono, o peso, aliviar o stress...enfim, volta a ser o Paulo Jorge!
Em Outubro é a vez do meu pequenino adoecer, e atirar connosco 10 dias para o Hospital Amadora-Sintra! O pior é confirmado - é meningite! :S
Foi horrível ver o André sem andar, cheio de dores e picado a toda a hora, dormir (passar a noite!) no hospital, ouví-lo chorar :( !
Felizmente, recuperou o andar ao fim de 8 dias, e tudo está bem agora.
Um primo do meu marido, com 19 anos, morre num acidente de mota pertinho de casa.
O meu tio lembra-se de beber 1 litro de sumo de laranja natural e a bactéria do intestino resolve atacar de novo. Ainda à pouco vim do hospital, e ele está mesmo em baixo, novamente com dieta líquida total. Nem água pode beber...Voltam os tremores, volta a cortisona, voltam as alucinações, os estados de confusão, a magreza...
Ontem o avô do meu marido sente-se mal, sozinho, na quinta. Felizmente consegue chegar ao portão, onde aí fica estendido. Felizmente passa uma pessoa de carro e o socorre.
Felizmente chega ao hospital. Felizmente é socorrido a tempo.
Parece que partiu 2 costelas - quando, onde, como? - e estas, por sua vez, enquanto ele sachava as favas, debruçado, perfuraram o pulmão! :S
Está no S.O. e vamos ver como serão os próximos dias...tem 79 anos, não tem a idade a favor, mas tem sido sempre saudável.
Compreendem agora quando peço por tudo para que este malfadado ano termine?!
O meu único desejo para 2007 - Muita Saúde para todos!
Já agora, Feliz Natal, para quem felizmente tem motivos para celebrar...

13.12.06

Calculadora do Amor :D












Calculadora do Amor
Passo 1
Seu nome:
Passo 2
Agora, introduza os nomes das suas 3 principais paixões e clique em continuar para avançar para o passo seguinte:
Paixão 1:
Paixão 2:
Paixão 3:
para o passo três.

12.12.06

Corrida de obstáculos

Sinto-me verdadeiramente uma atleta. Levo o meu dia no trabalho a saltar obstáculos, uns atrás dos outros!
O maior dos obstáculos que encontrei insiste em fazer-me a vida negra, talvez porque lhe tenha dito algumas verdades na última vez que me tentou pisar os calos...ainda por cima deu para confirmar que ele não passa de um mentiroso prepotente!
Também creio que o facto de ele tentar justificar-se na minha hora de almoço, e tendo eu ignorado por completo, não lhe dando importância, o transtornou imenso.
Desde o incidente com a alteração de horário à minha revelia, e de eu me ter queixado - e com muita razão! - na sala de professores, em frente a colegas - visto ele ter alterado o tom de voz e ter dito coisas menos simpáticas - desde aí que prefiro não lhe dar a importância que ele quer ter.
Deixa-o falar! Deixa-o dizer! Quero lá saber!
Enfim, à uma semana que fulano não me dirige a palavra, intencionalmente ou não, visto também ter evitado momentos de proximidade (:D), o que me tem dado margem de manobra e felizmente, também muita Paz...bem falta me fazia!
Agora descobri que fulano é vingativo...no fundo é um recalcado qualquer, ansioso por subir, sem ter perfil para líder. As pessoas revelam-se, no seu pior, quando se sentem ameaçadas.
Ele julga que o desautorizei. Eu sei que ele inventou metade das coisas e tentou pôr-me contra uma colega. Felizmente nós, apesar de dizerem que as mulheres são sempre más umas para as outras, até temos consegido entendimento. E já descobri que no universo onde me movo, anda meio mundo a atropelar a outra metade!!!
Fui meter-me num covil de cobras...ou num ninho de vespas. Venha o diabo e escolha!
No meio de tanto obstáculo para ultrapassar, sinto uma paz de espírito que só pode querer dizer que estou no bom caminho. Faço o que penso ser melhor, com a melhor das intenções. Se a coisa correr mal, azar. Até estou disposta a sair dali - quem é que pretende viver enfiado num covil de cobras para sempre, hum? - mas se sair, saio de cabeça erguida: cumpro o meu dever, que é ensinar, educar, e também, avaliar correctamente cada um dos meus alunos.
Nunca, mas mesmo nunca, irei dar uma nota só porque mo pedem!!! E o sr. coordenador já me veio com esta dica...a qual eu ignorei, e vou fingir que não aconteceu...para não me chatear!
Enfim, se chegar ao final do ano lectivo, serei Medalha de Ouro, com certeza!
E como desejo que chegue esse dia...poder sair dali, não ter mais que lutar com quem deveria poder trocar e partilhar experiências.
É um sonho por realizar...espero conseguir.
Mas não voltarei a trabalhar ali, enquanto as vespas não mudarem de vespeiro:P

9.12.06

29 anos a bombar!

Parabéns para mim
nesta data querida
muitas felicidades
muitos anos de vida!
Hoje é dia de festa
cantam as nossas almas
para a menina Sofia
uma salva de palmas!
Pois é! 29 anos já ninguém mos tira...agora é fazer o melhor possível para que faça mais 29, e outros tantos também!
Hoje o dia tem sido em família, e, especialmente na cozinha, pois o meu filhote faz 3 aninhos amanhã!
Pois é, veio tirar-me o protagonismo todo, mas eu não me importo nada :D
Beijinhos para todos...sejam muito felizes! ;)

5.12.06

Fúria

Sinto-me tão furiosa
após tamanha atrocidade...
ser prejudicada no meu ser,
condenada à mediocridade,

para que alguém cresça
e possa na vida vingar.
Nada me provoca maior tristeza
que este acto de me atropelar.

Recuso, a ferro e fogo, quebrar!
Dar parte de fraca, engolir!
Tenho razão em reclamar...
fui prejudicada e não vou consentir!

Porque será que a minha vida
está recheada destes momentos?
Eu quero trabalhar descontraída
mas sou obrigada a viver tormentos!